Analisando Katy Perry

Recebi essa análise antropológica e profunda de meu amigo Ricardo, vulgo Guy LeSac, sobre  um dos figurinos de Katy Perry na premiação do  MTV Movie Awards. É pra levar na brincadeira, tá? hahahah

“Gente, hoje vamos falar da premiação mais (merecidamente?) subestimada do mundo pop depois do Grammy – isso mesmo, do MTV Movie Awards. Mais especificamente, do traje que causou mais reboliço nos sites de fofoca fashion: o da diva pop-rock Katy Perry.

Alguns dias antes do evento, a cantora revelou à imprensa que iria pelada à entrega de prêmios. Obviamente, muitos marmanjos babaram com a ideia. Mais interessante do que uma musa pop vestida é uma musa pop despida, como já provaram inúmeras vezes estrelas tipo Lily Allen, Christina Aguilera e Britney Spears.

É nesta última, aliás, que Katy Perry buscou inspiração para sua nudez estilizada – para tristeza dos adolescentes e alívio da conservadora sociedade ocidental. A ver:

Com seu look “bola de discoteca”, Katy Perry remete-nos à “roupa” (um tanto menos bufônica, é verdade) de Britney Spears no clipe “Toxic” – que, aliás, triunfou em chamar muita atenção na época.

Ainda que Britney, em seu deslumbramento pseudo-erótico, tenha sido mais bem sucedida do que Katy Perry, não podemos negar o esforço valioso desta na direção de tentar gerar polêmica. O que, afinal, era seu propósito confesso. Se, por um lado, em comparação à ex-teen idol Britney Spears, Katy tenha “pecado pelo excesso”, por outro, não devemos nos esquecer de que “Toxic” era um clipe e, portanto, eventuais “nip slips” (que fazem a felicidade da juventude) foram cortados na edição final. Katy Perry não podia se dar ao luxo de “editar-se” posteriormente – estava ali, ao vivo e em cores.

O que nos leva, finalmente, ao seu penteado. Poder-se-ia compará-lo ao de uma garota pin-up, tal qual Betty Page – o que certamente foi proposital –, pelo corte etc. Contudo, sua cor um tanto quanto vibrante referencia diversos desenhos japoneses que fizeram a alegria da criançada no final dos anos 90 e início dos 00.

O que é um tanto infantil, mas é justamente essa mistura de sedução e visual “Teen Choice Awards” que tem colocado Katy Perry no radar da moda (ou justamente fora deste) nos últimos anos.

Enfim, minha avaliação: foi um vestuário coerente. Se é cabível ou não, fica ao critério dos fãs.”

Beijo,

Marina

Anúncios

Uma resposta em “Analisando Katy Perry

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s